A INOVAÇÃO DISRUPTIVA É MAIS DESAFIADORA DO QUE A PANDEMIA